Notícia

Fórum Social Mundial: Resistir é criar, resistir é transformar

Hoje inicia a edição do FSM 2018 que vai até dia 17. O território principal é o Campus de Ondina, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), mas outros espaços de Salvador também abrigarão atividades do evento. Do Parque do Abaeté, em Itapuã, ao Parque São Bartolomeu, no subúrbio, vários locais se tornarão territórios de diálogo e convergência do Fórum.

Coletivos ou organizações estão incritas para promover atividades que farão parte da programação do Fórum, e que serão autogestionadas. Ou seja, as organizações ficam responsáveis por definir os nomes de palestrantes e suas presenças em Salvador, por meios próprios e seu formato das atividades. Já a organização do FSM 2018 está garantindo espaço para a realização da atividade proposta e divulgação da mesma na programação no site do Fórum.

Resultado de um longo processo de diálogo no Coletivo Brasileiro e consultas nacionais e internacionais, as Atividades estão divididas a partir de 19 eixos temáticos, que vão da “Comunicação e Mídia Livre”, passando por “Migrações” e “Vidas Negras Importam”.

Para a edição do FSM 2018, a novidade é unir aos eixos, lemas e bandeiras com o intuito de contribuir ao processo de mobilização e articulação das resistências entre si, que são abertos e podem ser propostos por redes, plataformas, organizações e movimentos sociais. Alguns lemas já sugeridos em consultas feitas no site do Fórum são: “A vida não é mercadoria”, “Nada sobre nós, sem nós”, “Cidadania sem Fronteiras”, entre outros.

Os eixos temáticos do FSM 2018 são:

  • Ancestralidade, Terra e Territorialidade;
  • Comunicação, Tecnologias e Mídias livres;
  • Culturas de Resistências;
  • Democracias;
  • Democratização da Economia;
  • Desenvolvimento, Justiça Social e Ambiental;
  • Direito à Cidade;
  • Direitos Humanos;
  • Educação e Ciência, para Emancipação e Soberania dos Povos;
  • Feminismos e Luta das Mulheres;
  • Futuro do FSM;
  • LGBTQI+ e Diversidade de Gênero;
  • Lutas Anticoloniais;
  • Migrações;
  • Mundo do Trabalho;
  • Um Mundo sem Racismo, Intolerância e Xenofobia;
  • Paz e Solidariedade;
  • Povos Indígenas;
  • Vida Negras Importam.

Resistir é criar, resistir é transformar!

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

Comunicação compartilhada do Fórum Social Mundial 2018

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Verifique também

Close