Artigos e EntrevistasCEBs na América Latina

Pedro Barreto é o Cardeal da Ecologia Integral

Por Luis Miguel Modino

A nomeação como cardeal de D. Pedro Barreto, arcebispo de Huancayo (Peru) e Vice-presidente da Rede Eclesial Panamazônica (REPAM), é vista por Maurício López, Secretário executivo da REPAM, como um sinal de profunda esperança, mas também de grande responsabilidade. De fato, com esta escolha papal, tanto o presidente, Cardeal Hummes, como o já citando vice desta Rede, compartilham agora do mesmo barrete cardinalício, o que pode ser visto como um novo respaldo ao Sínodo Panamazônico que, pouco a pouco, se vislumbra como um divisor de águas na história da Igreja.

O secretário da REPAM é pessoa muito próxima do novo cardeal em sua vida e missão desde muitos anos, pois ambos partilham a espiritualidade inaciana. Maurício López destaca que “no processo da REPAM, cuja gestação teve lugar num encontro celebrado em Puyo, Amazônia equatoriana, há cinco anos, D. Barreto teve uma importância singular que, com sua visão nítida, profunda e clara, definiu aquele encontro como Palavra do Espírito destacando a presença de todos os bispos da Amazônia equatoriana juntamente com a Conferência dos Religiosos, congregações, líderes indígenas, organizações, pastorais e uma grande presença da Panamazonia nos convidando o olhar o futuro”.

Maurício López destaca que o que define o novo cardeal é sua capacidade de “olhar o futuro”. Junto a isto se destaca a fraternidade que mantém com o Cardeal Cláudio Hummes desde o início. Neste sentido, no processo da REPAM, a presença de um franciscano e de um jesuíta, com suas diferentes espiritualidades, é como uma síntese do pontificado de Francisco. Entre D. Barreto e o Cardeal Hummes é de se destacar a profunda amizade, a comunhão na missão, a complementariedade, a capacidade de reconhecer esta vida no outro e sempre com os pés e o coração na realidade, “deixando que os gritos dos povos, da terra, da Igreja missionária e profética sejam as marcas da caminhada”, ressalta Lopes.

Barreto é alguém que desde muitos anos fala da Amazônia como fonte de vida e pulmão do mundo, destaca o Secretário da REPAM, uma proposição global que, para uns, parecia exagerada, mas que veio a ser assumida pela Igreja. Com o passar dos anos confirmou-se, à luz do que também entendeu o papa Francisco, que está na Amazônia a prioridade no coração do mundo. López insiste que isso é reconhecido apenas por alguns que tem um coração com uma ecologia integral, como o que sucede com Pedro Barreto, definido pelo Secretário como um profeta da ecologia integral, algo que já sucedia bem antes da Laudato Sì,uma visão reforçada posteriormente pelo lançamento da encíclica. A partir daí, Lopes não duvida em afirmar que temos que reconhecer no Arcebispo de Huancayo o cardeal da ecologia integral, irmanado na espiritualidade franciscana com D. Cláudio Hummes, na missão amazônica da REPAM.

No vídeo institucional da fundação da REPAM, que teve lugar em Brasília, em 2014, D. Barreto afirmava que “esta é a resposta de Deus ao que a terra e os povos estavam pedindo da parte da Igreja”. Algo que, com os anos, foi sendo confirmado como uma visão profunda por parte do novo cardeal. Neste sentido, e unindo-se a esta idéia, Maurício Lopes afirma que “a própria missão da Igreja na Amazônia, tendo a REPAM como instrumento, ponte e plataforma, é uma resposta do Espírito e também de Deus a esta realidade, porque a vida clama a mais não poder e a Igreja está há décadas respondendo a isso”.

Maurício López vê que o cardinalato de D. Barreto é o “reconhecimento, um prêmio, à revelação do Espírito em matéria de ecologia integral e uma afirmação da vida, pela missão e pela Panamazônia, que acolhe e integra a todos os povos concretos”. Pontos que marcaram a vida do novo cardeal desde seus primeiros anos como bispo de Jaen. Na verdade, em toda a sua vida, pois desde pequeno queria ser missionário da Igreja na Amazônia.

Podemos afirmar que nesta nova nomeação D. Barreto não se sentirá sozinho, pois como assinala Lopes, a mesma opinião é compartilhada por muitos missionários na Amazônia, “todos os que o acompanhamos e amamos profundamente, entregamos a vida para acompanhá-lo neste caminho de parresia que o papa Francisco está apontando para uma Igreja em saída, de valentia e de coragem e junto a todos na REPAM com esta dupla de cardeais, o novo cardeal Barreto e o nosso queridíssimo cardeal Hummes, dispostos a contemplar este kairós de Deus para buscar novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”.

Artigo do Luis Miguel Modino, publicado em espanhol na data de 21 de maio de 2018, no site Religión Digital: http://www.periodistadigital.com/religion/america/2018/05/21/religion-iglesia-america-peru-arzobispo-huancayo-neocardenal-pedro-barreto-nombramiento-llamada-mayor-servicio-mauricio-lopez-repam.shtml#

Tradução: Francisco Orofino

 

 

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados