Notícia

25ª Semana das CEBs inicia com a celebração dos Mártires em São Mateus – São Paulo

“Bendito sejas, Deus da Vida, pela Luz de Cristo, o Mártir Jesus, e por tantas testemunhas da sua Páscoa!”

Fotografia: – Comunicação das CEBs do Setor São Mateus -SP

Ontem (03) iniciou na região de Sapopemba e São Mateus – SP, a 25ª Semana das CEBs , com o tema: Cristãos leigos e leigas, sujeitos na “Igreja em Saída”, a serviço do Reino. Sal da Terra e Luz do Mundo (Mt 5, 13-14. A semana que é um marco na região, promove uma grande reflexão sobre a caminhada das Comunidades Eclesiais de Base.

O primeiro dia abriu com a Celebração Martirial, percorrendo as ruas do Bairro e afirmando que a Luta pelas quais os mártires deram o seu sangue são as lutas e  as causas do povo. Nas bandeiras foram lembradas pessoas como: Irmã Dorothy Stang, Dom Oscar Romero, Chico Mendes, Pe. Gisley , a vereadora Marielle Franco assassinada em março deste ano, no Rio de Janeiro e outros. Nomes que tiveram suas vidas ceifadas na luta pelo Reino e pelos mais pobres. A participação no primeiro dia foi de 320 pessoas, mulheres, homens, jovens e crianças.

Outro ponto forte na caminhada se deu pela reflexão sobre o ano do laicato, celebrado esse ano pela CNBB.  É necessário e urgente que esse tema seja prioritário nas comunidades para o fortalecimento de uma Igreja que se faz viva pela mãos coletivas daqueles e daquelas que seguem a Igreja do Papa Francisco.

Como inspiração bíblica rezaram e cantaram a Proclamação das Bem-aventuranças que foi o programa de Vida de Jesus.

Liz Marques – Comunidade Moisés Libertador

Liz Marques da Comunidade Moisés Libertador, em sua fala afirmou: “Neste texto somos convocados e convocadas a sermos os fazedores e as fazedoras da Bem Aventurança, que é a vivência da felicidade da concretização do Outro mundo possível e necessário que é o nosso sonho e nossa labuta. Somos sabedores que no momento que este país Brasil passa com um governo golpista e portanto ilegítimo, e, onde o agronegócio , o latifúndio, o capital vale mais do que a vida das pessoas, onde são ceifadas antes do tempo porque pautaram em suas vidas a Boa Notícia da Palavra de Deus, celebrar a memória do mártir Jesus e dos mártires e testemunhas do Reino é um  gesto profético, político e comprometedor.  Eles estão na nossa alma, na nossa história!”

Em um momento da celebração foram lembradas algumas bandeiras de luta das CEBs: Mãe de Jesus fiel discípula missionária,  ajuda-nos a construir, na justiça e na paz o Brasil que sonhamos. Todos: ajudai-nos, ó Mãe Aparecida

  • O Brasil da reforma agrária e da agricultura familiar e camponesa, sem latifúndios e sem fome.
  • O Brasil da floresta respeitada e da agroecologia preservando a vida e a água na terra mãe.
  • O Brasil da Educação, da saúde e do trabalho digno.
  • O Brasil sem violência e sem drogas, sem imoralidade e sem corrupção
  • O Brasil religioso, adorador do Deus da Vida, uma grande e alegre família de irmãs e irmãos verdadeiros.

A 25ª Semana das CEBs vai até seis de julho, hoje (05) o tema é 50 anos da Conferência de Medellín, amanhã o tema é Direito à Cidade com a Urbanista Raquel Ronilk, fazendo alusão ao tema do 14º Intereclesial das CEBs, que aconteceu em janeiro deste ao e teve como tema: CEBs e os Desafios do Mundo Urbano. A semana encerra com a presença da deputada federal Luiza Erundina falando sobre o protagonismo e testemunho laical, com o tema: O leigo e a transformação social.

 

 

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados