Artigos e EntrevistasCEBs e Ecologia

Djuena Tikuna, arte e comunicação ao serviço dos povos indígenas

Por Luis Miguel Modino

A arte, como expressão cultural, é um elemento que ajuda a conhecer a vida dos povos, mas para isso precisa ganhar em visibilidade, especialmente fora do mundo indígena. Como reconhece Djuena Tikuna, a arte pode ajudar a dar visibilidade e ajudar nas lutas que os povos indígenas estão enfrentando, “através do canto, através da dança, através de literatura indígena, através de comunicação indígena”.

Na última quinta-feira, 4 de abril foi lançado no Museu da Amazônia de Manaus – MUSA o documentário Wiyae (Nosso Canto), que recolhe as apresentações da I Mostra de Música Indígena do Amazonas, realizada os dias 9 e 10 de agosto de 2018 no Teatro Amazonas, onde participaram artistas indígenas do estado de Amazonas, que contou com a parceria das organizações indígenas e teve o apoio da Fundação Estadual do Índio e a Secretaria de Cultura do Estado.

Tanto a apresentação do documentário como a mostra foram organizados por Djuena Tikuna, uma das vozes mais destacadas da música indígena brasileira, que como ela mesma reconhece “canto as tradições do meu povo”, sempre em língua tikuna, que é o povo indígena mais numeroso da Amazônia brasileira e que também se espalham pelo Peru e a Colômbia.

Na apresentação, a cantora indígena lembrava que fez questão de que a I Mostra de Música Indígena do Amazonas fosse no Teatro Amazonas de Manaus, símbolo do elitismo europeu na época da borracha, um palco que tradicionalmente foi fechado aos povos indígenas. Foi um momento para pensar na coletividade dos povos indígenas, que se apresentaram em grande número.

Um dos artistas que participaram da I Mostra de Música Indígena do Amazonas, que se fez presente no lançamento do documentário, foi José Tikuna, quem afirmou que “através da música podemos mostrar que existimos”, uma afirmação que ajuda a tomar consciência da relevância dos povos originários, que durante muito tempo foram excluídos da sociedade, uma atitude que alguns querem trazer de volta, e que sempre viram como sua arte e cultura era menosprezada.

Também foi lançado o portal de notícias www.djuenatikuna.com, pois Djuena, além de cantora, é formada em jornalismo. Este portal, Torü De´a (Nossas Palavras), segundo a indígena tikuna “é mais uma ferramenta de comunicação onde nós possamos dar mais visibilidade para os artistas indígenas locais, sobretudo aqueles que moram nas aldeias”. O portal recolhe através de vídeos, artigos, músicas, notícias, fotos, artigos de opinião, a realidade dos povos indígenas, num momento em que “a gente precisa caminhar juntos”, segundo Djuena Tikuna. Inclusive o portal tem uma loja virtual onde aos poucos vão ser disponibilizados diferentes produtos do mundo indígena.

Finalmente, a cantora indígena afirma que “estamos num momento em que nós, povos indígenas, precisamos nos fortalecer mais, nos unir mais”. O motivo disso, insiste Djuena Tikuna é “a nova conjuntura que nós estamos vivendo, não está sendo fácil para nós, povos indígenas, com esse governo que chegou aí com turbulência, com truculência, atingindo nós, povos indígenas, e as minorias”. Por isso, ela reconhece que “nós temos, mais do que nunca, nos fortalecer e resistir a tudo isso”.

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados