O que são CEBs?

Imagem Pagina CEBsÀ primeira vista esta parece uma pergunta de fácil resposta. Mas não é tão simples, Depois de tantos anos de existência das CEBs no Brasil e de tudo o que especialistas (cientistas sociais, teólogos e pastoralistas) já escreveram a seu respeito, não há um consenso sobre o que seria uma Comunidade Eclesial de Base. Muitos fazem a opção de descrever o que significa cada um dos termos da expressão. Problema adicional é a grande diversidade existente entre as comunidades, mesmo no interior de uma paróquia ou de uma diocese, o que não autoriza generalizações apressadas.

Aqui apresentamos os traços característicos das Comunidades Eclesiais de Base com o que temos trabalhado na equipe do Iser Assessoria.

Leia Mais >>

História das CEBs

O Portal das CEBs acredita e defede que a camihada das Comunidades Eclesiais de Base foi e está sendo contruída por muias mãos. Homens e mulheres que no dia a dia, na luz da Palavra vão construindo essa história que se dá desde década de 60.

Iniciamos esse processo histórico com trechos de um artigo de escrito por Pe. Nelito Nonato Dornelas – MG, publicado em 2006 no site Vida Pastoral.

Leia Mais >>

Perspectiva para as CEBs

As Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) constituem um dos frutos mais importantes do Concílio Vaticano II na América Latina. Elas são um “jeito antigo e novo de ser Igreja”, como escreveu o cardeal Raimundo Damasceno, presidente da CNBB, na mensagem enviada aos participantes do 13º. Encontro Intereclesial das CEBs.

Em 2010, na Assembéia, os bispos manifestaram seu apoio e reconhecimento às CEBs: “queremos reafirmar que elas continuam sendo um sinal de vitalidade da Igreja”.

Leia Mais >>

1 pensou em “CEBs”

  1. Boa tarde. Eu nasci e cresci dentro de uma Comunidade Eclesial de Base. Vim para São Paulo e ainda lutei para continuarmos, mas os padres foram aderindo ao Movimento Carismático e tudo foi-se acabando.Sinto muita falta desta Igreja viva.Gostaria de saber se tem comunidade de base em alguma cidade do interior de sp. Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *