15º Intereclesial das CEBsNotícias

Ampliada das CEBs e Secretariado lançam Texto-Base do 15º Intereclesial

Por Comunica15, no CEBs do Brasil.

No dia 22 de julho de 2022, durante o calor da Ampliada Nacional das CEBs, ocorreu o lançamento do Texto Base para o 15º Intereclesial. Cheios de Fé e Vida, Tânia e Batista, integrantes da Equipe de Comunicação do Secretariado (Comunica15), estavam transmitindo a cerimônia pelas redes sociais e fizeram a acolhida neste momento tão especial e aguardado pelas CEBs do Brasil.

Tânia inicia aquecendo os corações com a frase: “Pegando nas mãos este texto, a mente e o coração vão para tantos irmãos e irmãs espalhados pelo Brasil a fora que com a sua firme esperança continuam a caminhada das CEBs. Vão para este povo, que com a teimosia da profecia que acredita numa Igreja em Saída, em uma Igreja pobre que caminhe com os pobres”.

Marilza Schuina, mediadora deste momento celebrativo e também representante do GT de Formação das CEBs do Brasil, enfatizou que “o Texto Base tem a dimensão de um instrumento que possa nos ajudar com o nosso trabalho. O texto em que nos debruçamos com o desafio de oferecer as comunidades mais um instrumento para contribuir na formação”.

Foto: Comunica15

Contando um pouco o contexto geral desta obra, Benedito Ferraro e Celso Carias nos instigaram durante o lançamento, momento em que ressaltaram a construção do Texto Base por muitas mãos, cujo tema é: “CEBs, Igreja em saída em Busca de Vida Plena para todos e todas”, com o lema bíblico: “Vejam eu vou criar um Novo Céu e uma Nova Terra”. (Is 65,17). O lema escolhido constitui a vocação própria da Igreja, núcleo fundamental do Evangelho, a boa notícia que se propaga no meio do povo.

Durante as falas, recorda-se o pedido do Papa Francisco a cada um de nós: “Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada a uma Igreja ingênua pelo fechamento e pela comodidade que se agarra as próprias seguranças. ” Deste modo, o Texto Base considera a solicitação do Papa para tornar concreto o sonho de uma Igreja em saída que vai ao encontro das periferias sociais, culturais, existenciais, Igreja presente que anuncia o Evangelho, que atinja o coração, para que todos tenham vida plena, dignidade, vida para o planeta e os povos.

Uma Igreja em saída expressa uma Igreja missionária, que vai ao encontro dos pobres, dos desvalidos e de toda a humanidade, vai ao encontro da Casa Comum. Esse é o sentido do Texto Base apresentado pela equipe de CEBs do Brasil, um poderoso instrumento para buscarmos esta perspectiva de vida, vida plena anunciada pelo Evangelho de Jesus Cristo.

É dentro deste olhar atento que a metodologia do Ver- Julgar-Agir nos permite fazer uma análise da realidade, a vontade de ação, nos leva a julgar e discernir o contexto social, histórico, político em que estão inseridas nossas Comunidades, aponta para caminhos de ação e transformação das realidades sociais injustas, que ferem a vida.

Celso Carias ressalta o quanto esse método é fundamental, para que a gente não chegue a determinadas conclusões sem antes perceber qual é o chão que estamos pisando. A realidade nos interpela. É preciso se deixar interpelar. O texto mostra esse cenário de desigualdade sociais no mundo do trabalho, habitação, mostra nas palavras do Papa Francisco que: “Essa economia mata”. Ver a realidade, é o modo de olhar que nos convida a enxergar mais longe.

Irmã Tea Frigério participou de forma remota do lançamento do Texto-Base.

A religiosa consagrada xaveriana, Tea Frigério, que também compõe o GT de Formação, não pode estar presente na Ampliada Nacional e nos presentou com um vídeo onde nos falou sobre a difícil e instigante tarefa de elaborar o julgar/discernir a realidade. Disse ela que na construção do Texto Base “foi um desafio muito forte de reflexão, sobretudo olhando a vida das Comunidades Eclesiais de Base, a vida da Igreja, a vida da nossa realidade eclesial hoje, mas sobretudo a vida de hoje que nós enfrentamos no Brasil e no mundo inteiro”. A Biblista e Teóloga retoma a mensagem do Profeta Isaías: “Vou dar a você um novo céu e uma nova terra”, são palavras que as comunidades do Apocalipse repetem a elas mesmas, em um tempo de crise, tempo duro, de desafio, palavras que nascem de uma realidade concreta, porque o sonho e a utopia vêm da realidade.

Quanto mais a realidade é sofrida, é também desafiante e provocadora. Maior é a intensidade em que a Palavra vem nos desafiar, alimentar a utopia, alimentar o esperançar num Novo Céu e Nova Terra. Jesus de Nazaré nos convida a viver a realidade de pequenas comunidades, nos recorda o compromisso com a vida das primeiras comunidades. As CEBs são heranças de Jesus de Nazaré, nos envolvem para vivermos em comunhão o compromisso com a vida, com os últimos. As CEBs devem ser este espaço alternativo que aponta Novo Céu e Nova Terra, um encontro que gera vida plena e abundância.

Dentro desse olhar apontado por Tea Frigério, Padre Vileci e Padre Manoel Godoy partilharam em um rico diálogo, pistas de ação para o nosso caminhar na realidade de CEBs do Brasil, a partir da ação profética, para que, após julgar as situações colocadas, possamos pensar e agir seguindo o projeto de realização da aliança de Deus com a humanidade, reacendendo o novo jeito de ser Igreja baseado em duas vertentes: uma Igreja sinodal e uma Igreja em saída na busca da Vida Plena a todos os povos.

Diante do cenário atual, de escuta do grito da terra e de tantos gritos que nos interpelam, nosso desejo é que possa se espalhar o cuidado com a casa comum, o processo de construção de uma cidadania plena, que emana o bem viver, como nos ensinam os povos indígenas. É preciso defender a vida, as causas populares, a causa dos pobres.

Nesse sentido, a Comunidade Eclesial de Base apresenta uma continuidade do projeto de Deus. Essa Comunidade nasce e cresce em meio aos conflitos. Possamos juntos viver uma Igreja de rosto Ameríndio, do bem viver que energiza essa esperança de outros mundos possíveis. Que o compromisso com a casa comum se torne ação cotidiana no nosso existir, compromisso com a transformação da realidade sob a luz do Evangelho.

Assim, encerramos este lançamento com o Poema de Dom Pedro Casaldáliga e desejamos ardentemente que o Texto Base chegue nas mãos, na mente e no coração de pessoas simples, a quem Jesus quis revelar o seu Reino.

Recordamos a vida de Solange, companheira das CEBs, que contribuiu na Construção do Texto Base, cujo sol não se apagará e continuará iluminando nossa caminhada.

“Trovas ao Cristo Libertador” – Dom Pedro Casaldáliga

Olhar ressuscitado, todo o teu Corpo
acompanhando a marcha lenta do povo.

Todo Tu debruçado, como um caminho,
traçando em tua Carne nosso destino.
No azul do Araguaia os roxos medos,
no sol de tua glória nossos direitos.
Sangue vivo no verde das índias matas,
faixas gritando viva a Esperança!

Procissão de oprimidos, rezando lutas,
e Tu, Círio de Páscoa, flor de aleluias.
Páscoa nossa imolado, em Ti enxertamos,
como Tu perseguidos, por Ti triunfamos.
Libertador vencido, vencendo tudo,
companheiro dos pobres, donos do mundo.

Guerrilheiro do Reino, maior guerrilha,
Tua cruz empunhamos em prol da vida.
Nossos mortos retornam, com nossos passos,
em teu Corpo vivente ressuscitados.
Em Ti, cabeça nossa, Libertador,
libertos, libertando, erguemo-nos.

Por Diana da Silva Ribeiro – Comunica15

Você pode adquirir o Texto Base entrando em contato com o Secretariado para o 15º Intereclesial das CEBs que fica em Rondonópolis – MT, ou através dos representantes e articulares regionais das CEBs presentes na sua Diocese

Segue o contato do Secretariado:
E-mail: cebs15rondonopolis@gmail.com
Secretaria: (66) 9 9916-6757

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
plugins premium WordPress