Artigos e EntrevistasCEBs e Liturgia

Celebrar em casa – 2º Domingo de Páscoa
Memória da Ressurreição de Jesus

O ciclo pascal segue o seu caminho. São cinquenta dias. Domingo será o 2º domingo da páscoa. Sabemos que está difícil verifica os sinais da páscoa neste momento em que uma pandemia invade o mundo inteiro. Sabemos da apreensão que nos causa a irresponsabilidade de governantes. Mas na força da Palavra que alimenta, podemos reencontrar energia para continuar. A ceia do Senhor não pode ser celebrada fora do espaço da Comunidade. O alimento eucarístico somente em comunhão espiritual com as celebrações. Porém, podemos perfeitamente nos alimentar da Palavra em nossas casas. Assim, o Iser Assessoria continua oferecendo o roteiro elaborado por Ir. Penha Carpanedo. Celebremos.

Hoje, por prevenção, não vamos à comunidade para celebrar o Dia do Senhor, mas podemos celebrar na pequena Igreja da nossa casa, e nos alegrar com a presença de Jesus em nossa mesa.

  1. ABERTURA

–  Quem preside canta, os demais repetem:

– Verdadeiramente, ressurgiu Jesus, [bis]

Cantemos aleluia, resplandece a luz. [bis]

– Eis que um santo dia, para nós brilhou, [bis]

Nele, o senhor agiu, sem fim seu amor. [bis]

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. [bis]

Glória à Trindade santa, glória ao Deus bendito. {bis]

–  Ou [se não puder cantar]:

– Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

– Salva-nos, ó Filho de Deus, que ressuscitaste dentre

os mortos, a nós que a Ti cantamos: aleluia!

  Refrão: Glória a Deus no mais alto dos céus [bis]

  1. MOTIVAÇÃO

Recordamos neste domingo, aquele primeiro dia da semana, em que Jesus apareceu aos discípulos que estavam trancados, com medo, depois da morte de Jesus. Que a presença do ressuscitado entre nós, neste momento tão difícil, nos anime como animou a vida deles naquele dia.

  1. SALMO 118[117]

Na oração deste salmo, vamos agradecer a Deus, porque em Jesus a morte foi vencida e porque nos é dada a graça de participar desta vitória.

  1. Rendei graças ao Senhor, que seu amor é sem fim!

Diga o povo de Israel, que seu amor é sem fim!

Digam já seus sacerdotes, que seu amor é sem fim!

Digam todos que o temem, que seu amor é sem fim!

  1. Fui ouvido e agradeço, pois seu amor é sem fim.

Vede só que maravilha, pois seu amor é sem fim.

De uma pedra rejeitada, pois seu amor é sem fim.

Fez a pedra angular, pois seu amor é sem fim.

  1. Eis o dia do Senhor, alegres, nele exultemos!

Eis o dia em que ele agiu, alegres, nele exultemos!

Eis o dia que ele fez, alegres, nele exultemos!

Vem salvar-nos, ó Senhor, alegres, nele exultemos!

  1. Rendei graças ao Senhor, pois seu amor é sem fim!

Deus é bom, rendei-lhe graças, pois seu amor é sem fim!

– Oração silenciosa

  1. ORAÇÃO

Ó Deus, força de vida, tu nos dás a alegria de nos reunirmos em família, para celebrar a presença do Ressuscitado entre nós. Sopra, por Ele, sobre nós, o dom do teu Espírito. Que sejamos testemunhas de perdão e cooperemos na luta pela vida.  Por Cristo nosso Senhor. Amém.

  1. LEITURA DO EVANGELHO – João 20,19-29

Leitura do Evangelho de são João. Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, os discípulos estavam reunidos, com as portas fechadas por medo dos judeus. Jesus entrou e pôs-se no meio deles. Disse: “A paz esteja convosco”. Dito isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos, então, se alegraram por verem o Senhor. Jesus disse, de novo: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou também eu vos envio”. Então, soprou sobre eles e falou: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, lhes serão retidos”.

Tomé, chamado Gêmeo, que era um dos Doze, não estava com eles quando Jesus veio. Os outros discípulos contaram-lhe: “Nós vimos o Senhor!” Mas Tomé disse: “Se eu não vir a marca dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos, se eu não puser a mão no seu lado, não acreditarei”. Oito dias depois, os discípulos encontravam-se reunidos na casa, e Tomé estava com eles. Estando as portas fechadas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”. Depois disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado e não sejas incrédulo, mas crê!”  Tomé respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!” Jesus lhe disse: “Creste porque me viste? Bem-aventurados os que não viram, e creram!”. Palavra da salvação.

  1. MEDITAÇÃO

–  Os presentes podem dizer o que chamou a atenção no Evangelho.      

    Em seguida, quem preside lê o texto abaixo:

Na madrugada do primeiro dia da semana, as discípulas e discípulos de Jesus foram ao túmulo onde pensavam que Jesus estivesse. Na tarde deste mesmo dia, conforme o evangelho que ouvimos, é Jesus quem vai onde os discípulos estão trancados por medo da morte. E desta vez é a comunidade que faz a experiência da páscoa, de passar do medo à alegria e de ser recriada pelo sopro do ressuscitado. Tomé, que não acreditou no anúncio dos companheiros, é acolhido por eles oito dias depois. Não precisou colocar o dedo no lado aberto de Jesus. O fato de estar reunido com os irmãos mudou o seu olhar. Compreendeu que a fé em Jesus não é visível no isolamento. A profissão de fé de Tomé, expressa esta mudança em seu coração: o Senhor está, onde dois ou mais se reúnem em seu nome [Mt 18,20].

  1. PRECES

Invoquemos a Cristo, e confiemos a ele as nossas preces:

– Senhor ressuscitado, cura de todos os males, invocamos a tua força de vida, sobre todas as pessoas que estão doentes e em risco por causa da pandemia.

Tem piedade de nós.

– Senhor ressuscitado, nossa alegria e nossa esperança, nós invocamos a tua bondade sobre todas pessoas que estão vivendo a tristeza do luto.

Tem piedade de nós.

– Senhor ressuscitado, nossa vida e nossa paz, nós invocamos a tua proteção sobre todas os profissionais da saúde e dos serviços essenciais.

Tem piedade de nós.

  1. PAI NOSSO

Oremos a oração que Jesus nos ensinou: Pai nosso…

  1. ORAÇÃO À MESA

– Antes de sentar-se à mesa quem preside faz a bênção:

Vem Senhor, à nossa mesa e dá-nos a alegria da tua presença. A nós que recebemos o dom da tua Palavra, concede a tua bênção sobre nós e estes alimentos, renova na humanidade a esperança de que, deste sofrimento planetário pode nascer um outro mundo possível.  A ti a glória pelos séculos. Amém.

Em nome do Pai e o Filho e o Espírito Santo. Amém.

Disponibilizamos também uma versão para baixar no celular: https://drive.google.com/open?id=1sa34ZE72j4yy2Sdb5jt7eWAGfsgV64HH

Botão Voltar ao topo
plugins premium WordPress