14º Intereclesial das CEBsNotícias

Faltam 4 dias!

14° Intereclesial das CEBs

Por CEBs do Brasil
Faltam 04 dias para o Intereclesial!!
Nossa contagem regressiva faz memória dos Intereclesiais das CEBs do Brasil. #cebsobrasil
VOCÊ FOI? COMENTE E COMPARTILHE!!.
10º Encontro Intereclesial das CEBs
O décimo Encontro aconteceu em Ilhéus, Bahia, entre os dias 11 e 15 de Julho de 2000. Três momentos formaram o eixo metodológico das reflexões: a) memória, recuperando a caminhada pessoal de cada participante; b) sonhos, despertando a utopia de uma Igreja e uma sociedade novas; c) compromisso para com a Igreja e para com a sociedade.
Outras questões surgiram e foram motivo de atenção, como a questão das celebrações das CEBs e a Eucaristia; a diferença do ecumenismo no Encontro e nas bases; a tensão entre CEBs e Renovação Carismática; a relação entre CEBs e clero, destacadamente o clero mais novo – que se compromete cada vez menos com as CEBs; a questão indígena.
Participaram 3036 pessoas no X Intereclesial: 1565 homens e 1471 mulheres. 2395 delegados. Dos 72 evangélicos presentes, 4 eram bispos, 37 pastores(as), 31 leigos(as). Participaram ainda 45 pessoas da Ampliada Nacional, 62 da América Latina, 64 assessores(as), 63 bispos católicos, 7 das religiões afro-brasileiras e 65 indígenas .
O tema: CEBs: Povo de Deus, 2000 anos de caminhada resumiu o olhar voltado para o passado, levantando a herança evangélica vivida pela Igreja nos seus 2000 anos de existência e pelas CEBs nos seus 3 decênios de existência no Brasil. Para o futuro se projetaram 3 perguntas: O que conservar integralmente? O que manter, mas com alterações? O que criar de novo?
No décimo Encontro apareceu explicitamente a centralidade da Bíblia . A Bíblia é lida, celebrada e torna-se fonte de vida. Assim sendo, foram pedidos cursos bíblicos. O trabalho do CEBI foi amplamente reconhecido.
De resto, podemos constatar que há três características que marcaram presença nos Intereclesiais, de maneira ora mais ora menos acentuadas, a saber: a) a referência à Palavra de Deus, considerada sempre como o núcleo fundante e elemento de identidade e da vida das CEBs. b) As celebrações, como pontos altos dos encontros. c) A comunhão eclesial, existente, seja por causa da presença de padres e bispos, seja pela maneira com a qual as CEBs testemunhavam sua relação com a estrutura eclesiástica e seus pastores.#cebsdobrasil
Botão Voltar ao topo
plugins premium WordPress