Notícias

Diocese de Crateús no Ceará, realiza o 11º Encontrão das CEBs

Nesse final de semana aconteceu o grande encontro das CEBs da Diocese de Crateús, no estado do Ceará, com a participação 730 pessoas. O principal tema do encontro: “CEBs e os desafios do mundo urbanizado”, tema em consonância com o 14º Intereclesial das CEBs que acontecerá em janeiro de 2018, em Londrina Paraná. Outro tema de destaque no encontrão das CEBs em Crateús, foi à questão do Bioma Caatinga, lembrando que a Campanha da Fraternidade 2017 teve como tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, tendo como lema “Cultivar e guardar a Criação”.

A preparação para o encontro durou quase oito meses de formação e reflexões, culminando no momento do encontro desse final de semana. Na preparação diversas temáticas foram abordadas. A assessoria teve a presença do cantor e artista de caminhada, Zé Vicente  e o assessor da Comissão para o Laicato da CNBB/Setor CEBs, Celso Carias.

A preparação para o 11º encontrão das CEBs durou meses, com cinco passos: 1º passo em janeiro, o 2º passo na quaresma com o foco na Campanha da Fraternidade, o 3º em maio, o 4º passo na data de Pentecoste e, o 5º passo a promoção dos encontros espalhados pelas cinco áreas pastorais.

O encontro teve como dinâmica de organização diversas áreas da cidade, onde cada ponto foi chamado de tenda. As temáticas propostas para ser desenvolvidas prever as seguintes linhas de estudos:

  1. Família e relações de gêneros
  2. Liberdade e pluralismo
  3. CEBs no bioma caatinga
  4. Ameaças e cuidado com a vida
  5. Cidadania, ética, economia e política
  6. CEBs, identidade e espiritualidade
  7. Habitação, trabalho, migração
  8. Cultura, artes, comunicação

Na programação teve a caminhada das comunidades, Celebração de Abertura (Catedral Senhor do Bonfim), aprofundamento do tema, destaque para o Grito dos Excluídos e grandes momentos de partilha e fortalecimento da caminhada.

Colaboração:

Fotos e texto: Batista Silva – assessor da ampliada nacional pelo regional Nordeste

Texto: Maria Eulália – articuladora regional das CEBs.   

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
plugins premium WordPress